QUEM SOU EU: UMA MULHER QUE DIZ DA FORMA MAIS POÉTICA POSSÍVEL, O QUE VAI NA ALMA E NO CORPO TAMBÉM...BEM VINDOS AO MEU CANTINHO!!!!
VEM VIAJAR EM MINHA POESIA, E TE FAÇO COMPANHIA...
PELOS CAMINHOS DAS LETRAS
FAÇO DOS MEUS VERSOS
RAZÃO PARA MEU UNIVERSO...
VEM COMIGO, VEM!
VAMOS SEGUIR MAIS ALÉM...


Últimos comentários

burberry calvin klein swatch seiko citizen ...

09/04/2011 @ 04:31:14
por fdsh


Beleza?! Tudo certinho?! Seguinte, a maioria dos ...

06/09/2010 @ 09:35:56
por Bruno Machado


Muito interessante história e erótico. Eu não ...

04/09/2010 @ 16:32:28
por Shashi


OBRIGADA PELO CARINHO...FIQUEM COM MEUS BEIJINHOS...

26/07/2009 @ 04:59:26
por Admin


também gosto de poesias

05/07/2009 @ 06:24:59
por novidade de vida


Calendário

Março 2012
DomSegTerQuaQuiSexSab
 << <Set 2017> >>
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Anúncio

Quem está conectado?

Membro: 0
Visitante: 1

rss Sindicação

Visualização dos artigos postados o: 24/03/2012

24 Mar 2012 


  • Eras tu, sim tu!
    A pessoa que me dava prazer,
    aquele que já não existe
    no tempo e no mundo
    a não ser no imaginário.

    Tinha tudo de ti,
    e tu de mim
    sempre que ambos quiséssemos
    para nossa alegria
    repleta de aromas,
    onde tu esbanjavas leite de coco
    como ninguém
    e eu assim perdido ficava.

    Era e é monumental,
    alguma vez assim viver
    que por mais ninguém
    eu o faço,
    somente por ti!
    *************

    Sim...és mais quente que o lume...
  • leio eu, a ti com intenso prazer.
  • e aroma...
Que bom e lindo! Sob o teu recheio...
O teu odor deve ser de coco,
leitoso doce... que quando se abre me espanta!
  • Deve ser fantástico!
  • Sugar isso bem quentinho, tocando nessa campainha rosadinha que faz largos milagres.
  • Na minha língua...

Que se afoga no teu desnudar...
Adorava ser eu, a tê-lo todo para mim, sem sombras de algo que me viesse preocupar.
Fazendo do seu grelinho a minha cascata de leite de coco, que bebo com sofridão.
Indo aos seios, e sentir o mesmo gosto do outro leite, que nesses avantajados melões, tu transportas para mim.
Sabendo o que sabemos, sem qualquer magia tudo se funde e lhe massageio no reguinho, bem empinado...
Tão bom isso! E lamber com tesão as copas do soutien, para posteriormente sugar as mamas... e uma gota cai na copa, que logo retenho com a língua ou com o mastro.

Que anda a fazer tu? Querias que eu sugasse o teu leite da vulvinha e dos seios e depois esfregar com meu mastro no reguinho? Seria eu, o conquistador de ti?
Não me digas que estás de algo preto vestido e bem engavetado...
  • Tenho nervos miudinhos...
  • Beijinhos molhadinhos de leite de coco.
  • Nunca me rendi aos encantos duma senhora como a ti...
  • Verás que tens de vir aqui...
  • Sem sombra de dúvida, que de mim tens tudo e mais que possas imaginar no teu coração e corpo integral.
  • Meu amor ainda não recepcionei nada que me fosse fazer bem.
  • Mais tu comigo tinhas tanto que dar o litro corporalmente sobre mim,e não haveria término, pois sou um homem que gosta de se entregar de corpo e alma a quem ama.
  • Querida, tive de ir à casa de banho porque o menino queria pingar sêmen a pensar em ti...

    FRANK_MIKE
    ***************************   *****************************

    Ando a pensar nas coisas que sabe que passam pela minha devassa mente:
    Aos desejos rubros e quentes...
    Deixo os bicos a mostra, retirados do soutien, para que com tua gula, venha enfim, sugá-los aqui...
    Rente, junto a mim.
    Visto-me agora com aquela fantasia de 'gatinha', que na revista de lingerie, encontrei...
    E como felina, te arranho inteirinho, na cama, nosso quente ninho... 

    As luvas negras tocam tua pele, as botas longas, pisam sobre teu peito nu...  Tira dos meus cabelos as orelhinhas de gatinha, e abre devagar o corpete que a cintura aperta, deixando o formato  de pilão, para lamber toda a extensão...

    A língua ávida, passeia, e tira então mais uma peça:
    O soutien aberto dos lados. E que cobre apenas as auréolas rosadas, também passa a língua ali... 
    NUMA SOFREGUIDÃO, INCONTIDO, QUER ARRANCAR LEITE DOS MEUS SEIOS, TAL A TUA VOLUPTUOSA LIBIDO...

    Abro bem lentamente, as coxas, ainda com as botas até o meio,pega então pelo salto, e puxa devagar... Descobre as meias pretas, que antes escondidas estavam. Começa a puxar para de mi retirar, mas de súbito, seguro a tua mão: Quero que as deixe, e me tome daquele jeito:
    Com meias a roçar nas tuas nádegas, quando te prendo entre minhas pernas e te trago para junto de mim. Afundando o teu membro na minha vulva, que te aguarda, em prazer sem fim...

    Gozamos! No desejo mútuo, que temos um pelo outro...
    Leite de coco, de ambos...
    Nas brincadeiras de gato e gata
    Nos corpos suados, e fartos
    Que retomamos entre os lençóis,
    Quando um novo desejo, se apossa de nós...

    Fátima Abreu


24 Mar 2012 
Ela é mesmo danada!

O verso insinuante,
atravessa a tela brilhante
e incendeia o desejo da dama

Que clama. Se contorce,
grita e chama: Vem, Me ama!

O cavalheiro, tão distante,
pensa por um instante
Que situação!

Como fazer agora a dama
gemer sem sentir dor?
Tornar paz, tanto calor!

O jeito é esticar a língua
feito o camaleão

Talvez chegue daqui até lá...
Vale a tentativa. No prazer,
sempre ajuda a mente inventiva...

Zapt! Lá vai ela esticada
A língua é mesmo danada!
Mas, talvez chegue, talvez não...

Eu acho mesmo que ao final,
a distancia é bem longa, meu irmão
E vai ter que rolar já sei, é sexo digital!

São José de Imbassaí que me proteja...
Que caí da pedra e o macaco virou presa
Dessa mulher fatal... E que só vive acesa!


( José Rudá )

24 Mar 2012 


VOCÊ É O SOL, MEU QUERIDO,

 

EU SOU A LUA,

 

QUE TE BANHA E INUNDA...

 

ENCAIXA, VEM...


ECLIPSE TOTAL, DE UMA FORMA BEM NATURAL...

 

VENHA ME TER, QUANTAS VEZES QUISER. 


AQUI ESTAREI, DE BRAÇOS ABERTOS, QUANDO VIER...


SINTA O ALMÍSCAR, QUE EXALA DE MIM...


E COMO JARDIM, 


ESTAREI COBERTA DE FLORES...

 

TOCA MEUS CABELOS AGORA,


NEGROS COMO A NOITE,


QUE JÁ VAI EMBORA...

 

FÁTIMA ABREU