QUEM SOU EU: UMA MULHER QUE DIZ DA FORMA MAIS POÉTICA POSSÍVEL, O QUE VAI NA ALMA E NO CORPO TAMBÉM...BEM VINDOS AO MEU CANTINHO!!!!
VEM VIAJAR EM MINHA POESIA, E TE FAÇO COMPANHIA...
PELOS CAMINHOS DAS LETRAS
FAÇO DOS MEUS VERSOS
RAZÃO PARA MEU UNIVERSO...
VEM COMIGO, VEM!
VAMOS SEGUIR MAIS ALÉM...


Últimos comentários

burberry calvin klein swatch seiko citizen ...

09/04/2011 @ 04:31:14
por fdsh


Beleza?! Tudo certinho?! Seguinte, a maioria dos ...

06/09/2010 @ 09:35:56
por Bruno Machado


Muito interessante história e erótico. Eu não ...

04/09/2010 @ 16:32:28
por Shashi


OBRIGADA PELO CARINHO...FIQUEM COM MEUS BEIJINHOS...

26/07/2009 @ 04:59:26
por Admin


também gosto de poesias

05/07/2009 @ 06:24:59
por novidade de vida


Calendário

Setembro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
 << < > >>
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Anúncio

Quem está conectado?

Membro: 0
Visitante: 1

rss Sindicação

15 Mar 2012 - 21:16:18

AMIGOS, MAIS QUE AMIGOS- PARTE I

Amigos, mais que amigos- PARTE I




Karen estava trabalhando no cinema do novo shopping, no mesmo bairro onde morava.
Aquela noite estava particularmente agitada, muita gente nas salas de cinema, talvez fosse o verão que deixava as pessoas 'doidas' para ficarem mais tempo em ambientes de ar condicionado, ou os filmes eram realmente bons...


Adriano, era um dos seguranças, seu amigo de longa data, desde pequenos moraram sempre na mesma rua daquele bairro, era pouco mais velho que ela, apenas 5 anos.
Ele havia combinado de levá-la para casa naquela noite, porque seu turno tinha mudado, da manhã para a noite.
Então, poderiam voltar juntos.
Ele já olhava a jovem de 19 anos, com outros olhos, percebeu como ela se transformara em uma bela mulher: Uma ruiva de cabelos curtíssimos, umas poucas sardas, mas que tinha um belo corpo que realçava no jeans que usava com as camisetas bem agarradas, mostrando o volume dos seios. Usava uma maquiagem  que realçava os olhos verdes.
Naquela ocasião estava mais sexy ainda, de vestido de alças finas, com o colo dos seios bem realçado.


Os dois amigos dirigiram-se para o estacionamento do shopping, para pegar o carro. E quando Adriano abria a porta, uma mão bateu no seu ombro:
_ Adriano, será que não podia dar uma carona para esse seu amigo aqui?


Adriano também conhecia Hélio desde 'sempre': Brincaram nos tempos de criança e fizeram as primeiras conquistas amorosas da adolescência, sempre juntos.
Hélio casou-se no ano anterior e Adriano foi o padrinho de seu casamento.
_ Claro, Hélio! Entra aí meu camarada.
_ Não estou atrapalhando nada? Vocês iam para casa mesmo?


Foi a vez de Karen responder:
_ Mas é óbvio, moramos na mesma rua, natural que Adriano, mudando de turno me ofereça carona...


Ela queria disfarçar um desconforto daquele comentário de Hélio, que parecia sugerir alguma relação dela, com seu amigo.
Nada se falou mais e seguiram em frente.
Hélio foi o primeiro a descer do carro, e despedindo-se disse:
_  Boa noite, gente.
Karen disse para Adriano assim que o carro arrancou novamente:
_ Ele insinuou que eu e você temos alguma coisa, imagina só!
_ Na verdade, eu não acho isso ruim... Já que você tocou no assunto, eu até gostaria mesmo de ter algum tipo de relacionamento com você, Karen.
_ Sério? Mas você não tem ninguém?
_ Ah, uma vez ou outra, saio com alguém... Sem compromisso, nada sério. Mas você ficou uma mulher muito bonita, nem parece mais com aquela garotinha que brincava na rua, de pique... Olha, você não está nem um pouquinho interessada em ter alguma coisa comigo? Eu queria muito... te acho tão atraente, me dá um desejo...


Ele parou o carro num acostamento, pegou o queixo dela, beijou levemente, e em seguida os lábios... Ele intensificou o beijo, ela correspondeu, foi sentindo um calor subir, ficou com o rosto avermelhado e quente. Nunca alguém lhe beijara assim!
Aliás Karen no alto de seus 19 anos ainda era virgem.
Tinha até vergonha de dizer isso, porque atualmente há uma reversão de valores: A virgindade, que era dada como uma coisa muito preciosa antigamente, hoje não significa nada, na cultura ocidental... Suas colegas de curso, achavam um absurdo ela ainda ser virgem, então ela passou a não falar mais desse assunto com ninguém.


Adriano passou a mão nos seios dela, e beijava-lhe  a nuca, ela arrepiava e pedia:
_ Lambe minha orelha, meu pescoço... ah...
Ele abriu o fecho da calça e colocou seu membro para fora, porque não usava cueca, para facilitar certos encontros, como aquele.
Ela se assustou com o tamanho! Nunca vira antes o membro de um homem assim, 'ao vivo e a cores'. Ele segurou a cabeça dela e a levou até o pênis rijo que latejava para ser sugado. Ela fez o que pode para lhe agradar dessa forma, enquanto ele lhe masturbava o grelinho, com a mão por dentro da calcinha dela.
Não demorou muito, e ele lhe disse que iria gozar, ela não sabia bem o que fazer.
Mas logo soube, quando o jato inundou sua boca...
Ele não parou de masturbá-la, afinal queria que ela gozasse também...
E foi um grande prazer vê-la dizer:
_ Aiiii, estou gozando Adriano! Que delíciaaaaaaaaaa...
Adriano  beijou-lhe carinhosamente depois disso, colocou a cabeça dela em seu ombro, fazendo carinho com a outra mãos em seus cabelos curtos. Ficaram assim instantes, até que rompendo aquele silêncio, ele disse:


_ Vamos no fim de semana para um motel, onde poderemos conhecer melhor, o corpo um do outro... Foi quando ela respondeu:
_ Sou virgem, Adriano.
Ele quase não acreditou quando ouviu aquilo.
Isso era realmente difícil nos dias atuais!
_ Não se preocupe, Karen, farei você se sentir à vontade, para ir até onde quiser... Sei ser bem carinhoso.


Ela sorriu, assentindo com a cabeça. Já era hora dela tirar de uma vez, esse 'tormento' da virgindade, da sua vida...
Adriano ligou o carro novamente, e a deixou em casa.
Ela disse então:
_ Tchau, Adriano.
_ Tchau Karen, sonhe comigo. E pense nas coisas que poderemos fazer juntos, no fim de semana.
_ Pode deixar, esperei a vida toda por esse momento...


Fátima Abreu
**********

Link permanente para o artigo completo

http://fatimaabreu.woman-blogs.net/FATIMA-ABREU-b1/AMIGOS-MAIS-QUE-AMIGOS-PARTE-I-b1-p317.htm

Comentários

Este artigo ainda não tem Comentário ...


Deixe um comentário

Estado dos novos comentários: Publicado





Sua URL será visualizada.


Entre com o código contido nas imagens


Texto do comentário

Opções
   (Salvar o nome, email e a url em cookies.)