QUEM SOU EU: UMA MULHER QUE DIZ DA FORMA MAIS POÉTICA POSSÍVEL, O QUE VAI NA ALMA E NO CORPO TAMBÉM...BEM VINDOS AO MEU CANTINHO!!!!
VEM VIAJAR EM MINHA POESIA, E TE FAÇO COMPANHIA...
PELOS CAMINHOS DAS LETRAS
FAÇO DOS MEUS VERSOS
RAZÃO PARA MEU UNIVERSO...
VEM COMIGO, VEM!
VAMOS SEGUIR MAIS ALÉM...


Últimos comentários

burberry calvin klein swatch seiko citizen ...

09/04/2011 @ 04:31:14
por fdsh


Beleza?! Tudo certinho?! Seguinte, a maioria dos ...

06/09/2010 @ 09:35:56
por Bruno Machado


Muito interessante história e erótico. Eu não ...

04/09/2010 @ 16:32:28
por Shashi


OBRIGADA PELO CARINHO...FIQUEM COM MEUS BEIJINHOS...

26/07/2009 @ 04:59:26
por Admin


também gosto de poesias

05/07/2009 @ 06:24:59
por novidade de vida


Calendário

Setembro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
 << < > >>
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Anúncio

Quem está conectado?

Membro: 0
Visitante: 1

rss Sindicação

24 Mar 2012 


  • Eras tu, sim tu!
    A pessoa que me dava prazer,
    aquele que já não existe
    no tempo e no mundo
    a não ser no imaginário.

    Tinha tudo de ti,
    e tu de mim
    sempre que ambos quiséssemos
    para nossa alegria
    repleta de aromas,
    onde tu esbanjavas leite de coco
    como ninguém
    e eu assim perdido ficava.

    Era e é monumental,
    alguma vez assim viver
    que por mais ninguém
    eu o faço,
    somente por ti!
    *************

    Sim...és mais quente que o lume...
  • leio eu, a ti com intenso prazer.
  • e aroma...
Que bom e lindo! Sob o teu recheio...
O teu odor deve ser de coco,
leitoso doce... que quando se abre me espanta!
  • Deve ser fantástico!
  • Sugar isso bem quentinho, tocando nessa campainha rosadinha que faz largos milagres.
  • Na minha língua...

Que se afoga no teu desnudar...
Adorava ser eu, a tê-lo todo para mim, sem sombras de algo que me viesse preocupar.
Fazendo do seu grelinho a minha cascata de leite de coco, que bebo com sofridão.
Indo aos seios, e sentir o mesmo gosto do outro leite, que nesses avantajados melões, tu transportas para mim.
Sabendo o que sabemos, sem qualquer magia tudo se funde e lhe massageio no reguinho, bem empinado...
Tão bom isso! E lamber com tesão as copas do soutien, para posteriormente sugar as mamas... e uma gota cai na copa, que logo retenho com a língua ou com o mastro.

Que anda a fazer tu? Querias que eu sugasse o teu leite da vulvinha e dos seios e depois esfregar com meu mastro no reguinho? Seria eu, o conquistador de ti?
Não me digas que estás de algo preto vestido e bem engavetado...
  • Tenho nervos miudinhos...
  • Beijinhos molhadinhos de leite de coco.
  • Nunca me rendi aos encantos duma senhora como a ti...
  • Verás que tens de vir aqui...
  • Sem sombra de dúvida, que de mim tens tudo e mais que possas imaginar no teu coração e corpo integral.
  • Meu amor ainda não recepcionei nada que me fosse fazer bem.
  • Mais tu comigo tinhas tanto que dar o litro corporalmente sobre mim,e não haveria término, pois sou um homem que gosta de se entregar de corpo e alma a quem ama.
  • Querida, tive de ir à casa de banho porque o menino queria pingar sêmen a pensar em ti...

    FRANK_MIKE
    ***************************   *****************************

    Ando a pensar nas coisas que sabe que passam pela minha devassa mente:
    Aos desejos rubros e quentes...
    Deixo os bicos a mostra, retirados do soutien, para que com tua gula, venha enfim, sugá-los aqui...
    Rente, junto a mim.
    Visto-me agora com aquela fantasia de 'gatinha', que na revista de lingerie, encontrei...
    E como felina, te arranho inteirinho, na cama, nosso quente ninho... 

    As luvas negras tocam tua pele, as botas longas, pisam sobre teu peito nu...  Tira dos meus cabelos as orelhinhas de gatinha, e abre devagar o corpete que a cintura aperta, deixando o formato  de pilão, para lamber toda a extensão...

    A língua ávida, passeia, e tira então mais uma peça:
    O soutien aberto dos lados. E que cobre apenas as auréolas rosadas, também passa a língua ali... 
    NUMA SOFREGUIDÃO, INCONTIDO, QUER ARRANCAR LEITE DOS MEUS SEIOS, TAL A TUA VOLUPTUOSA LIBIDO...

    Abro bem lentamente, as coxas, ainda com as botas até o meio,pega então pelo salto, e puxa devagar... Descobre as meias pretas, que antes escondidas estavam. Começa a puxar para de mi retirar, mas de súbito, seguro a tua mão: Quero que as deixe, e me tome daquele jeito:
    Com meias a roçar nas tuas nádegas, quando te prendo entre minhas pernas e te trago para junto de mim. Afundando o teu membro na minha vulva, que te aguarda, em prazer sem fim...

    Gozamos! No desejo mútuo, que temos um pelo outro...
    Leite de coco, de ambos...
    Nas brincadeiras de gato e gata
    Nos corpos suados, e fartos
    Que retomamos entre os lençóis,
    Quando um novo desejo, se apossa de nós...

    Fátima Abreu


24 Mar 2012 
Ela é mesmo danada!

O verso insinuante,
atravessa a tela brilhante
e incendeia o desejo da dama

Que clama. Se contorce,
grita e chama: Vem, Me ama!

O cavalheiro, tão distante,
pensa por um instante
Que situação!

Como fazer agora a dama
gemer sem sentir dor?
Tornar paz, tanto calor!

O jeito é esticar a língua
feito o camaleão

Talvez chegue daqui até lá...
Vale a tentativa. No prazer,
sempre ajuda a mente inventiva...

Zapt! Lá vai ela esticada
A língua é mesmo danada!
Mas, talvez chegue, talvez não...

Eu acho mesmo que ao final,
a distancia é bem longa, meu irmão
E vai ter que rolar já sei, é sexo digital!

São José de Imbassaí que me proteja...
Que caí da pedra e o macaco virou presa
Dessa mulher fatal... E que só vive acesa!


( José Rudá )

24 Mar 2012 


VOCÊ É O SOL, MEU QUERIDO,

 

EU SOU A LUA,

 

QUE TE BANHA E INUNDA...

 

ENCAIXA, VEM...


ECLIPSE TOTAL, DE UMA FORMA BEM NATURAL...

 

VENHA ME TER, QUANTAS VEZES QUISER. 


AQUI ESTAREI, DE BRAÇOS ABERTOS, QUANDO VIER...


SINTA O ALMÍSCAR, QUE EXALA DE MIM...


E COMO JARDIM, 


ESTAREI COBERTA DE FLORES...

 

TOCA MEUS CABELOS AGORA,


NEGROS COMO A NOITE,


QUE JÁ VAI EMBORA...

 

FÁTIMA ABREU


15 Mar 2012 

LINGERIES III




ESPERO ANSIOSA, MEU DOCE,
PELA LINDA LINGERIE, QUE VAI ENVIAR:
VERMELHINHA, COR QUE ENLOUQUECE
DE PAIXÃO,
A QUEM AQUI, VAI USAR...

COM AS LIGAS, PARA SEGURAR AS MEIAS,
NÃO ESQUEÇA QUE MEU SOUTIEN TEM COPA GRANDE!
ABRIGA MEUS MELÕES, DEIXA-OS QUENTINHOS...
PARA QUE DEPOIS, POSSA LAMBÊ-LOS
ENTRE MEUS MEIOS...

A CALCINHA, BEM CAVADA ATRÁS,
PRATICAMENTE UM FIO DENTAL!
PARA DEIXAR BEM À VISTA,
A PARTE MAIS BONITA...

DESSE JEITO, VESTIDA PARA GOZAR
TE OFERECEREI MEU CORPO INTEIRINHO,
E SENTIRÁ AINDA QUE AQUI NÃO ESTEJA,
NA TUA BOCA, O MEU GRELINHO...

SENTE, MEU QUERIDO?
TE ELEVO A LIBIDO?
PALAVRAS DE MULHER QUE SABE AMAR...
E FAZ BEM, A UM HOMEM COMO VOCÊ
QUE APRECIA OS MESMOS GOSTOS,
MEU BEM QUERER...

OLHA, AQUI JÁ FICO MELADINHA SÓ AGUARDANDO...
QUANDO A ENCOMENDA CHEGAR
PODE ESTAR CERTO: ELA VAI ME FAZER GOZAR!

FÁTIMA ABREU

15 Mar 2012 

Os cunhados

Ela era bi, disso ele sabia fazia tempos.
Mas insinuava-se sempre para o cunhado, talvez fosse uma fantasia...
Saber que tinha poder de sedução para isso: Ficar com o marido da irmã, numa devassidão desejada por ambos!
**************************



Passaram a noite de Ano Novo, na mesma casa. Ela tinha vindo especialmente pela data. Era comum isso, todos os anos...
Mas a sua irmã, sem desconfiara de nada, deitara-se mais cedo, logo depois de romper o ano e os fogos cessarem enfim.
Estava um pouco embriagada de sono e vinho...
Despediu-se do marido e da irmã que viera, para se recolher ao quarto. Sabia que ficariam ali ainda conversando um tempo, mas ela não se incomodava...
A filha mais velha do casal, ainda estava acordada, andava pela casa.

Eles conversavam em tom baixo, e em certo momento, a cunhada se virou e disse:
_ E aí cunhadinho, andas transando muito por aí?
Ao que ele respondeu:
_ O de sempre... pego quem esteja na minha rede!
Ela, habilmente foi relatando suas conquistas com as mulheres, porque sabia que isso deixava teso, o cunhado...
O volume da vara do homem, já era evidente dentro da calça. E imaginou a cena que ela descrevia em detalhes naquele momento...

Como sabiam que a filha dele estava acordada, ela sugeriu que fossem para outro aposento mais afastado, já que a casa era bem grande...
Subiram para a biblioteca, era bem discreta, e poderiam alegar caso alguém aparecesse, que estavam procurando um bom livro para ler antes de dormir, chamando assim o sono...
Mas a realidade era outra:
Queriam desfrutar do tesão que lhes acometia...
Ela ficou de joelhos, empinando aquelas nádegas convidativas, mas dado momento, perceberam não ter nenhum preservativo com eles.
Isso não seria um problema... Gozariam de qualquer forma! Era para isso que ali estavam: Matar aquele desejo incontrolável!
Para ela, era mais que desejo para dizer a verdade: Era trair a irmã, isso por si só, já lhe deixava excitada...
Mas para ele, homem de muitas conquistas, era mais uma aventura para viver intensamente:  O perigo de alguém chegar, atiçava mais aquela sensação de tesão...
***********************

Ela tratou de começar com lambidinhas na cabecinha, o que o deixou completamente doido!
Sugou então, ferozmente aquela vara à sua frente.
Ela estava de saia e meias de colegial, isso aumentava a imaginação dele...
Ele a pôs de pé então, e levantou sua saia. Mas a surpresa aí chegou: Ela estava sem calcinhas, raspadinha e prontinha para o coito!
Ele começou  a chupar aquele grelo bem  gostoso, enquanto pensava nela fazendo o mesmo na amiga...
Depois, ela colocou a vara dele na boca, e o cunhado perguntou:
_ Queres que te encha de leite essa boquinha?
Ela continuou no vai e vem, sugando cada vez mais...
Ela não respondeu, não dava mais tempo, pois ele já gozava na boca, rosto e escorria pelo decote generoso da cunhada...

Ela não pensou duas vezes e espalhou aquele leite, pela pele, como se fosse um hidratante, mas no seu íntimo queria ser penetrada.
Ele percebeu isso. Procurou algum objeto cilindríco na biblioteca para penetrá-la...
Achou uma vela longa, e retirou do candelabro.
Trouxe até a cunhada. Ele levantou novamente sua saia e lambeu aquele traseirinho que pedia piscando... Estava cheiroso...
Lentamente, penetrou-a com a vela longa, enquanto da sua boquinha, ainda pingava o gozo dele.
Ela rebolava desvairada na vela, gemia, e ele introduzia cada vez mais fundo...
Colocou o grelo dela em sua boca, sugou, até que ela gozava deixando correr um líquido quentinho meio salobre. Retirou finalmente a vela daquele traseiro guloso...

De súbito, ele teve vontade de lamber aquele orifício que minutos antes, havia estado aberto. Assim ele fez. Lambeu, e ela deliciou-se com isso.
Mas o que veio a seguir o deixou mais surpreso: Ela pegou a vela, cheirou, lambeu, como se fosse o membro dele realmente...
Depois, convidativa, virou-se para que ele vislumbrasse seu buraquinho, e com a mão para trás, masturbou-lhe para que ficasse bem teso novamente.
Ele acabou gozando ali, naquelas nádegas.
Ela passou todo o leite do cunhado, no buraquinho, numa satisfação deliciosa!
Ficaram ali saciados mais uns minutos. Ele pegou uma toalhinha que tinha ao lado do sofá da biblioteca e a limpou toda.
Voltaram para a sala, continuaram a conversar, como se nada houvesse acontecido antes.
A filha dele, passou com um copo de leite na mão, e perguntou:
_ Vocês não querem tomar leite também? Dá sono, bem quentinho...
A tia da menina, respondeu com um sorrisinho entre os lábios:
_ Obrigada querida, hoje já tomei bastante leite!

Fátima Abreu
15 Mar 2012 

Impresso
R$ 24,17
Ebook
R$ 9,65
A FRATERNIDADE DO
A FRATERNIDADE DO "CÍRCULO"


FÁTIMA ABREU
Impresso
R$ 34,86
Ebook
R$ 12,06

PARA COMPRAR:
 https://www.clubedeautores.com.br/book/123541--A_FRATERNIDADE_DO_CIRCULO

15 Mar 2012 


QUANDO A AMIZADE NÃO TEM LIMITES...

Por: FÁTIMA ABREU


SINOPSE:

ÍTALO APAIXONA-SE POR CLARA, DESDE

O PRIMEIRO MOMENTO. DEPOIS QUE

CLARA PASSA POR UMA TRAGÉDIA,

PERDENDO TUDO QUE TINHA, VIAJAM

PARA A EUROPA E QUANDO VOLTAM,

CASAM―SE.

CLARA SE UNE AO “CÍRCULO”: UM GRUPO

DE PESSOAS QUE TEM EM COMUM, A

AMIZADE E O SEXO. UMA ESPÉCIE DE

“FRATERNIDADE”, COM NORMAS A SEREM

CUMPRIDAS.

CECÍLIA, UMA JOVEM E PODEROSA

MILIONÁRIA, É A DONA DO ‘CASARÃO’,

ONDE O SEXO É ‘INICIADO’ E PRATICADO

COM UMA GRANDE UNIÃO ENTRE SEUS

PARTICIPANTES...

UM CRIME ENVOLVERÁ ÍTALO, CLARA E

AS PESSOAS DO “CÍRCULO”.

VOCÊ ENCONTRARÁ MUITAS DOSES DE

EROTISMO NESSE ROMANCE POLICIAL.

CONFIRA JÁ ESSE MEU NOVO LIVRO! QUERENDO A VERSÃO E- BOOK, DIRETAMENTE COMIGO, ENVIE E-MAIL PEDINDO, PARA fatuquinha@bol.com.br, E DEPOSITE 10 REAIS NA CONTA A SEGUIR, DEPOIS ENVIO O ARQUIVO COM A CAPA ANEXADA PARA ENCADERNAR, SE QUISER...


Maria de Fátima Abreu de Oliveira



CAIXA ECONÔMICA FEDERAL



OP- 013



AGÊNCIA- 1244



CONTA POUPANÇA- 6444-2





15 Mar 2012 

O que acha?



Quando teus lábios tocaram os meus
Um  nítido calor se apossou de mim
Delírios de um corpo
Que por você é aquecido,
Através das palavras que estimulam a libido...

Vê a lingerie que escolhi hoje?
Pronta para você se dedicar
Ao prazer, de com tesão a retirar...

Está aqui sobre a cama,
Coloquei um perfume afrodisíaco, sobre as peças.
Para que guarde o odor em seu travesseiro...
Depois de usadas as peças da lingerie,
Quero que guarde sempre, junto a ti...

Cuidará  das peças com carinho
Deixando a liga e as meias,
Para vestir novamente em mim,
Depois que vier teu gozo, enfim...

Pode também assim fazer:
Joga teu sêmen branco, quente e viscoso,
Sobre a calcinha de renda,
Depois guarda em teus pertences
Para sempre estimular as tuas vontades
E me procurar,
Quando teu membro em riste, estiver de novo
Te darei prazer em dobro...
O que acha?

Fátima Abreu

Página precedente  1, 2, 3  Próxima página